Hoje o mercado está buscando o trabalho temporário muito mais do que antes. Quando há incertezas políticas no mercado e as empresas precisam entregar certa demanda em um curto espaço de tempo não pode inchar a sua folha de pagamento neste momento, aí entra o temporário. Clodoaldo Barbosa, executivo da Nossa Gestão de Pessoas e Serviços, explica quais são os motivos que fazem do trabalhador terceirizado um recurso tão buscado atualmente:

1. Contratos enxutos

O trabalhador temporário pode ser utilizado por até três meses com contrato que pode ser prorrogado por até mais três ou até rescindido antes do prazo sem problema algum: “É uma mão de obra que você pode contratar por um prazo bem curto mas, se você quiser produzir por dois meses, pode encerrar a qualquer momento. Hoje, essa é a facilidade do temporário para o empresário que não tem como aumentar a sua folha de pagamento pela incerteza do futuro” esclarece Clodoaldo Barbosa.

2. Mobilização mais rápida

O temporário é uma vantagem para o empresário que já desmobilizou internamente o seu pessoal – desligando a maioria dos salários mais altos – e está com o mínimo de funcionário interno. Como a possibilidade dele de não conseguir entregar em tempo aumenta, o temporário surge como uma boa alternativa:

 “Até pela facilidade na contratação. Em uma semana é possível colocar 100 funcionários, por exemplo, na linha de produção. Sem nenhum tipo de aumento na sua área administrativa para cuidar disso, tudo em virtude das intermediadoras, como é o caso da Nossa” esclarece.

3. Segurança

Desde que atendido os dois requisitos que a Lei nº 6.019, de 3 de janeiro de 1974, que fala sobre acúmulo extraordinário de trabalho ou substituição de pessoal regular – que é o principal motivo – não há problemas para o empresário contratar o terceirizado. “Em qualquer momento que o empresário percebe uma baixa na sua demanda, ele pode encerrar sem custo adicional” conclui.

4. Indústria lidera contratos temporários

A área industrial é a mais buscada, porém Clodoaldo Barbosa percebe um movimento muito forte desta demanda no comércio e na área de serviços – que cresceu muito apesar da demanda ser menor. A indústria, mesmo estando em um momento ruim em que não há crescimento industrial no Brasil, ainda é o setor com a maior demanda de temporários.

5. Economia

A busca por temporário pode ser uma boa saída pela economia gerada. Em média, um trabalhador temporário custa uma faixa de 95% acima do seu salário – percentual composto pelo décimo terceiro, as férias, os encargos, os impostos de nota e os demais benefícios. Tudo isso está dentro desta estimativa.

Clodoaldo explica que a empresa pode mobilizar muita gente neste sentido ganhando em percentual de produção (cerca de 15%), porém, o especialista afirma que não se pode analisar as vantagens apenas por este dado pois ele varia de empresa para empresa. O que precisa ser analisado e levado em conta é justamente toda a mobilização e a desmobilização que está envolvida sem aumento da sua área administrativa.

“Ela pode contratar pessoas em grande volume, 500, 600 pessoas por um período curto, por exemplo, essa contratação e desmobilização é mais rápida assim e sem problemas. Outro ponto, eu diria até um dos mais importantes, é a questão da segurança de se ter uma empresa especialista neste recrutamento, que faça esse controle com as informações legais e necessárias” exemplifica.

6. Benefícios para o empresário

Por não ter custo adicional como aviso prévio indenizável, ou multa de FGTS, o temporário passa a ser uma alternativa vantajosa. É um contrato pré-determinado pois tem início e fim. O término é de acordo com o motivo que justificou a contratação. Se o motivo acabar com um mês e meio, o termino do contrato acontece neste período sem custo adicional.

Outra vantagem é o recrutamento e a seleção sem custo. Ele não paga por este processo, não envolve a equipe dele, ou seja, é um custo que não precisa acontecer internamente e tem a possibilidade de conhecer um bom profissional para depois efetivar no futuro:

“São dois momentos: quando a empresa opta por contratar temporários, ela vai contratar uma pessoa já com experiência, não vai ter esse custo do recrutamento e seleção pois está dentro da taxa. Uma vez com o profissional trabalhando, onde a empresa vai treinar, ela mesma pode absorver os melhores após o término do contrato” completa.


 

RECEBA NOSSOS ARTIGOS EM PRIMEIRA MÃO


 

FAÇA UM ORÇAMENTO CONOSCO

2 + 9 =


 

OUTROS ARTIGOS